Boa tarde meus caros hunters!

Antes de começar o texto dessa semana, gostaria de agradecer o retorno no primeiro, espero que o sucesso dessa coluna só aumente! No final do texto de hoje tem um recado sobre o evento AnimABC, em nome do Fã Clube Supernatural Brasil. 

O Lore dessa semana vai ser baseado em uma criatura que está bastante na mídia de uns anos pra cá, afinal estão em quadrinhos, filmes, seriados, games… Se há uma mídia pop, eles a invadem. Hoje falaremos dos queridinhos dos nerds de hoje, zumbis!
Mitologia
O termo “zumbi”, adaptado do Creole Haitiano zonbi e do Mbundu do Norte nzumbe. é um cadáver reanimado trazido de volta à uma semivida por meios místicos, em geral bruxaria. Na cultura de países africanos como o Congo, e alguns que abraçaram suas tradições como o Haiti, e até mesmo nas regiões sulistas dos Estados Unidos, como New Orleans, as seitas Voodoo afirmam ser possível trazer mortos de volta à vida por um bokor (sacerdote voodoo). Esses zumbis ficariam sob o controle desse bokor, sendo geralmente indicados para trabalhos manuais simples, como arar campos. Uma variável dessa lenda é o zumbi “espiritual”, em que o bokor invoca parte da alma do humano transformado em zumbi, para fortalecer seu poder. Essa energia astral tipicamente fica trancada dentro de uma garrafa, a qual o bokor pode vender a clientes para dar sorte, dinheiro, ou até sucesso financeiro. Também se crê que após algum tempo Deus “busca” essa alma, pois nenhuma alma deve ficar muito tempo no mundo físico.
Zumbis se tornaram muito populares, sendo protagonistas das mídias pop, e não apenas em um gênero de terror, mas também em comédias tais Todo Mundo Quase Morto, um filme britânico de 2004 que faz sátira a Madrugada dos Mortos (em inglês o primeiro se chama Shawn of the Dead, trocadilho com Dawn of the Dead), e ainda em críticas sociais, como no filme Terra dos Mortos, do “especialista zumbi” George A. Romero, que mostra como uma sociedade pode se degenerar com alguma praga, nesse caso, os zumbis. Nos quadrinhos (e posteriormente em livros e série), o título The Walking Dead vem arrebanhando uma grande quantidade de fãs do gênero, não apenas pela temática mais realista, como por, assim como o filme citado de Romero, fazer uma crítica aos humanos sob pressão em uma crise.
Poderíamos também citar a série cultuada de jogos Resident Evil, que foi pioneira em trazer os zumbis aos holofotes como antagonistas em jogos escuros, com temática sombria e geralmente dando muitos sustos!
Popularmente, as maneiras mais garantidas de se matar um zumbi são arrancando a cabeça, ou destruindo seu cérebro. Isso vem do fato de que os zumbis são, na maior parte das vezes, apenas corpos reanimados por algum meio em que as únicas funções que o cérebro consegue trabalhar são se mover e se alimentar. Assim, destruindo o cérebro, se cancelariam essas funções, e ele poderia apodrecer em paz.
Em Supernatural
Aí é que a porca torce o rabo. Em Supernatural, zumbis, como as mídias pop costumam tratar, não têm lugar muito decidido. Temos na série algumas incidências que podem ser consideradas zumbis. No episódio 2.04, Children Shouldn’t Play With Dead Things, eles notam que não é simples matar um zumbi com um tiro na cabeça (como Dean, um consumidor ávido de Romero, acredita). Nesse episódio, o tal zumbi é uma garota chamada Angela Mason, que foi ressuscitada por um amigo que era secretamente apaixonado por ela, usando um antigo ritual grego. Nesse caso, eles seguem um ritual que indicava prender de novo o morto-vivo em seu túmulo, conseguindo eliminá-la.
Nos episódios Croatoan (2.09) e The End (5.04) eles encontram os Croatoans, zumbis criados por um vírus demoníaco, desenvolvido aparentemente por Azazel. Eles percebem que os crotes (como são chamados no futuro alternativo de The End) podem ser mortos apenas atirando neles, visto que o vírus apenas os torna agressivos e dispostos a contaminar outras pessoas. No episódio Two Minutes to Midnight (5.21) é mostrado que Peste, um dos Cavaleiros do Apocalipse está planejando fazer uma distribuição em massa do vírus, disfarçado de uma vacina contra a gripe produzida por uma empresa chamada Niveus Pharmaceuticals. Sam, Bobby e Castiel conseguem destruir o galpão de armazenamento, impedindo a execução do plano.
Uma outra variação de zumbis é mostrada no episódio 5.15, Dead Men Don’t Wear Plaid, em que Morte, outro dos Cavaleiros, ao ressurgir, traz consigo os mortos de volta do túmulo. A princípio eles estão com a sanidade mental intacta, inclusive Karen, a mulher do Bobby, se lembrava vividamente de sua possessão e consequente morte. Mas após um período, eles se tornam canibais, violentos e totalmente inconscientes. Essa variação pode ser morta estourando a cabeça com tiros de escopeta, tratamento que provavelmente também daria conta dos zumbis erguidos por Samhein no episódio 4.07, It’s the Great Pumpkin, Sam Winchester.
Bom gente, espero que o post não tenha ficado longo demais, ainda mais com o anúncio que vem a seguir. Também torço para que tenha sido informativo e tranquilo de ler.
Abraços sobrenaturais!
—————————————————————————————————-
Pessoal, como já devem ter lido por aqui, esse fim de semana o Fã Clube Supernatural Brasil estará presente no AnimABC, um evento ENORME da região paulista, que reúne não apenas o público otaku, como nerd em geral. Nossa sala, como sempre, estará recheada de produtos de exposição com o tema, e teremos muitas atividades valendo brinde, mas ainda mais importante que os brindes será encontrar mais pessoas apaixonadas pela história desses dois irmãos combatendo tudo que há de ruim em nome do negócio da família!

Pensando no grau de importância que esse evento tem para os fãs, nossa parceira, a Editora Madras, nos disponibilizou alguns livros como brinde, livros que tratam do sobrenatural, de feitiços, e muito mais. Perfeito para intensificar o treinamento de caçador! Para ganhar os livros, é só estar presente no evento e participar de nossas atividades. Teremos quiz sobre a série, sobre a trilha sonora, e mesmo um especial para mostrar se vocês estariam prontos para encarar criaturas por aí, e como cuidar delas.

Para mais informações sobre o evento, sigam o twitter do Fã Clube, @FCSPNBR, e para críticas, sugestões e comentários sobre essa coluna, além do espaço de comentários aqui do blog, podem seguir meu twitter, @Thiago_Roderick.

Bom fim de semana a todos!