Esse artigo do Huffington Post saiu antes do episódio “Blood Brother” ir ao ar, mas tem tanta coisa interessante depois, ao longo da entrevista, que quem quiser pode ignorar o que ele disse e que você já viu na semana passada na tela. Apesar de que da boca do ator é muito mais legal. Tradução da Clarice (obrigada, Cla!)


Quando Supernatural voltou para a sua oitava temporada, o showrunner Jeremy Carver apresentou um enigmático aliado novo para Dean Winchester (Jensen Ackles) como um remanescente do seu tempo no purgatório – um vampiro chamado Benny (Ty Olsson).
HuffPost TV conversou com Olsson no começo dessa semana – antes do episódio Blood Brother ir ao ar – , para discutir a evolução surpreendente deste  personagem; os relacionamentos com Dean, Sam (Jared Padalecki) e Castiel (Misha Collins)  e o ele está achando do fandom de Supernatural até agora. Alguns spoilers durante a entrevista.

Huffington Post: O episódio desta semana, “Blood Brother”, é bem centrado em Benny; você pode descrever de maneira geral a história para nós?

Ty Olsson: Benny sai do purgatório com uma missão em mente. Ele está em busca de revanche de algumas pessoas do seu passado e nós vamos ter um bocado de sua estória e quem ele é, como ele se transformou e como foi parar no purgatório e o porquê dele parar de tomar sangue humano – uma razão bem convincente. E, sim eu acho que vocês já viram as fotos, Benny se meteu em uma encrenca e ficou meio enrascado e ligou para Dean para pedir ajuda. Mergulhamos fundo no episódio. É um ótimo episódio – algumas reviravoltas e um bocado de informação (sobre Benny) e bastante coração e alma. Nós poderemos ver um bocado da alma de Benny neste episódio e também bastante do seu conflito interno.

Benny está indo atrás do seu “criador” (aquele que o transformou) – como você descreveria o relacionamento deles?

Bom, não é necessário um gênio para adivinhar que não há muitos vampiros por aí que decidiram por de lado a sua sede por sangue. É uma raridade. Acontece que eu já interpretei dois personagens que fizeram isso, mas é raro (risadas). Não é algo que se vê todo dia no mundo “sobrenatural” (ou de Supernatural), então há uma grande probabilidade dele encontrar alguns vampiros que não concordam com a dieta vegetariana que se tornou o estilo de vida dele.


Esta é a primeira vez que Benny encontra Sam, e parece que as coisas não vão muito bem.

Não  – a gente não se abraça ou coisa do gênero. Isso acontece bem no final do episódio e há muita tensão naquele momento. Como você pode imaginar, o relacionamento de Benny e Dean é o mais improvável de acontecer e eu acho que Sam tentando lidar com isso resultou em uma cena muito interessante, bem silenciosa. Há muita tensão acontecendo.

Do ponto de vista de Benny, como ele vê Sam? Ele se sente ameaçado por ele?

Eu acho que é como encontrar pela primeira vez os pais da sua namorada. Goste deles ou não, você tem que ser simpático. (risadas) Benny percebe o que está acontecendo lá e o conflito que Dean está passando. Então, eu acho que ele meio que confronta isso da mesma maneira que Benny sempre faz. Ele sorri, é agradável, mas ele está cauteloso e observando tudo.

Como você descreveria o  relacionamento dele com Dean neste momento? Há obviamente confiança e afeição entre eles, mas o quão honesto Benny está sendo com Dean de maneira geral?

Sabe, não me deram nenhuma indicação nesse sentido e eu estou interpretando que Benny está sendo honesto com Dean. Esses dois têm muita história, eles ficaram nas trincheiras juntos , lá não há segredos. Sua alma é desnudada um pouco quando você está atrás das linhas inimigas numa guerra por tanto tempo.  Esses caras sangraram um pelo outro, se preocuparam um com o outro e lutaram juntos  e eu não acho que… na minha opinião, não há engano naquilo, porque é uma conexão tão crua. Você está completamente exposto.

Misha nos disse recentemente que ele acha que Cas está meio que com ciúme do relacionamento de Dean com o Benny, e Benny não parece gostar muito da ideia de Cas ficar junto com eles no purgatório – você poderia falar mais um pouco do relacionamento deles?

Sim, eu sou descrito como um tipo de “third wheel “ (‘segura-vela’… Obs: ai, Ty… Isso, dá pano pra manga das ‘Denny’!). Benny e Dean têm essa intensa ligação e então Castiel aparece e eu tenho algumas dúvidas dos motivos e honestidade e confiabilidade neste cara, e então Benny não gosta muito dele. E ele provavelmente está certo de haver um pouco de ciúme e eu acho que isso é o tipo de coisa que o Benny vai rir e tirar sarro. Eu não acho que Benny se sente ameaçado por Castiel, a única preocupação dele é o problema que Castiel representa no purgatório.

O episódio nove, “Citzen Fang” é outro bem centrado em Benny – o que você pode nos contar sobre ele?

Bem, é outro grande episódio para Benny. Parece que nos episódios 8.05 e 8.09 teremos muita informação sobre ele. No episódio 8.09 vemos como ele está tentando se adaptar a esse novo mundo e vemos um pouco mais… você sabe, ele está tentando começar do zero, e ter um novo começo, por assim dizer. E o mundo não dá um trégua a ele. Não dá mesmo, e eu acho que veremos novamente bastante do conflito de Benny e ele tentando se adequar, mas sem conseguir achar um lugar a qual ele pertença. Ele é um vampiro predador que esta tentando negar os seus impulsos, mas também não está conseguindo de adequar com os humanos.

E então, vemos o seu mundo expandir um pouquinho e como todo bom drama, veremos o mundo dele se expandir e temos esperança de que Benny possa achar alguma felicidade e vemos os problemas aparecerem e o mundo dele encolher novamente. E ele volta a ser aquela figura solitária novamente. Eu acho que é uma história tocante e sincera. Eu acho que até o final do episódio teremos mais carinho por Benny. Teremos uma empatia pela sua aflição, ele está dividido entre dois mundos. É um ótimo episódio. Eu acho que ficou bom e foi muito bem escrito. E como sempre digo, se ficou bom a culpa é dos escritores, se ficou ruim, a culpa é minha. (risadas)

E quanto ao arco mitológico de Benny no futuro?

Nós não temos muitas informações sobre isso. Eu não sei se os escritores… Talvez os escritores estejam esperando para ver como os fãs reagem ao Benny, se eles vão cortar a minha cabeça ou não (risadas). Não me disseram nada, a não ser que todos, mais dia ou menos dia, morrem…

Mas como se trata de “Supernatural”, eles podem voltar…

Eu não sei quantas vezes você pode voltar, eu já estive no purgatório! Eu voltei como um personagem completamente diferente e estava no purgatório. Eu vou voltar como um gato, com mais 5 vidas. (risadas)

Eu sei que você abriu uma conta no Twitter e está interagindo com os fãs lá – você se sente bem-vindo pelos fãs até agora?

Sim, eu estou mesmo. Eu estou curtindo a conexão com os fãs e parece que agora nunca estou sozinho. (risadas) Eu gosto disso. Eu bato papo com eles. Eu adoro mexer com eles e sou um geek de ficção cientifica também e realmente não só adoro as pessoas , como adoro pessoas peculiares e adoro pessoas interessante. E com os fãs de Supernatural você acha todos esses ingredientes. Então eu estou num lugar bem legal agora. É ótimo. Estou esperando ansiosamente encontrá-los pessoalmente e espero não dizer nada estúpido. Eu sou meio palhaço e não meço muito o que falo e tenho que me lembrar que o mundo está vendo tudo. Sou um humorista (ator) por profissão e não consigo parar de fazer isso. E eles são ótimos, eles são realmente ótimos.

Eu disse para alguém que é como ter amigos ao redor do mundo e poder conversar com eles a qualquer hora. Eu tenho o meu próprio time de informações tecnológicas. Você entra no twitter e diz “Ei gente, como faço isso? Me ajudem” E tenho o meu próprio time de relações publicas, é demais. Eu adoro os fãs. Você sabe o que fiz outro dia? Alguém estava me contando no Twitter “Eu estou na convenção de Chicago – e estou na fila para ver o Jensen pegar o autógrafo dele”. Aí eu disse “Pergunte ao Jensen sobre a viagem.” E aí a pessoa disse algo tipo “O que?” e eu disse, “Apenas pergunte a ele. Eu não vou contar para você nem pra ninguém qual é a pergunta,” mas adorei que ela twittou  de volta, “Ele disse que não está legal”, então eu disse, “adorei.” Eu passei mensagens para o Jensen enquanto ele estava numa convenção em Chicago. E isso me faz rir, fico feliz. Então, sim, eles são ótimos, um pessoal legal e eles são a razão pela qual Supernatural está na sua oitava temporada, porque eles adoram e apoiam o show. Então é muito legal abraçá-los e dizer, “Ei, obrigado por me aceitarem no seu show, por me deixarem estar aqui e eu estou feliz por vocês estarem gostando do que eu estou fazendo.”