[CURIOSIDADE] Jeremy Carver e Supernatural – Parte 1/2

photo


Jeremy Carver juntou-se a equipe na 3ª temporada como escritor e também trabalhou como editor de histórias, ganhando um crédito de co-produtor na 5ª temporada.

É considerado pela maioria dos fãs um dos melhores escritores que passaram por Supernatural pelo fato de ter escrito episódios importantes para o arco mitológico da série e um tanto quanto memoráveis.
Carver deixou o cargo de escritor em Supernatural no final da 5ª temporada e produziu a versão americana da série Being Human, ao lado de sua esposa Anna Fricke.

Foi noticiado no dia 4 de abril de 2012, que Jeremy voltaria a Supernatural como um co-showrunner, ao lado de Robert Singer, para substituir Sera Gamble, que estava saindo para trabalhar no desenvolvimento de outros projetos.
Recentemente, foi alvo de elogios do próprio Kripke, que durante uma entrevista, disse estar muito contente com o trabalho que Carver tem desempenhado até agora como showrunner na 8ª temporada e que se sente orgulhoso em relação a ele.
Segue uma lista de todos os episódios escritos por Jeremy Carver durante sua ilustre, inacabada e promissora jornada (que na minha opinião, independente do tempo que prolongar-se, trará somente aspectos positivos. Aspectos que farão Supernatural progredir e dispor de toda a brilhante, magnífica, esplendorosa, respeitável e majestosa capacidade que nos tem apresentado, desde o princípio).
3×04 – Sin City

Sam e Dean investigam uma onda de mortes violentas em Elizabethville, Ohio, uma cidade que costumava ser calma e acabou por transformar-se em um paraíso para os jogadores e bebedores. Dean descobre que demônios infiltraram-se em Elizabethville e estão usando seus poderes de persuasão para fazer os habitantes da cidade sucumbirem aos seus instintos básicos. Enquanto isso, Ruby ajuda Bobby a reconstruir o Colt do zero e deixa-o espantado ao contar-lhe algumas notícias.

Episódio que foi dirigido por Charles Beeson, exibido originalmente no dia 25 de Outubro de 2007 e assistido por 3.02 milhões de espectadores.
Outras curiosidades:
– Sin City é o nome de um título em quadrinhos de Frank Miller (uma adaptação do filme foi produzida em 2005). “Sin City” é a parte da cidade ficcional nos quadrinhos, que é governada por prostitutas e outros personagens decadentes e sombrios. “Sin City” é também o nome de uma música do AC/DC no álbum de 1978, “Powerage”.
– Sam chama Dean de “Hef” quando ele deseja que houvesse atividade demoníaca em South Beach, referindo-se a Hugh Hefner, fundador do império Playboy. Jensen Ackles, uma vez namorou uma modelo da Playboy – Joanna Krup.
Sam: Abrimos o portão do diabo há 2 meses, e subitamente esta cidade torna-se Margaritaville?

Sam se refere a Elizabethville como Margaritaville, que era o nome de uma canção de Jimmy Buffet, sobre uma vida tropical preguiçosa cheia de coquetéis e garotas bonitas.
Casey: Vocês Winchesters são famosos. Não como a Lindsay Lohan, mas são.

Uma referência à própria atriz que muitas vezes expõe-se nos tabloides. Ela foi anteriormente mencionada em 2×09 – Croatoan.
– Primeira referência a Lúcifer na série. Também pela primeira vez, o nome do Demônio de Olhos Amarelos é revelado.

Casey: Minha espécie é assim tão diferente da sua?
Dean: Demônios são maléficos.
Casey: E humanos são tão adoráveis. Dick Cheney.
Dean: Ele é um de vocês?
Casey: Ainda não. Digamos que ele tenha uma vaga reservada lá embaixo.

Uma referência ao vice-presidente dos EUA nesta época, Dick Cheney. Dean o referencia mais tarde, em 4×03 – In the Beginning (também escrito por Jeremy Carver).

Ruby: Há um quid pro quo aqui.

Uma frase em Latim, que significa “algo para alguma coisa”, famosamente usada por Hannibal Lecter em O Silêncio dos Inocentes.

– A música “Hotel California” da banda Eagles, sobre um estilo de vida muito glamoroso e material, contém uma frase sobre espelhos no teto – os quais Sam e Dean encontraram no teto do seu quarto de motel.
3×08 – A Very Supernatural Christmas

É hora do Natal e Sam e Dean investigam uma série de assassinatos em que as vítimas foram puxadas para cima através da chaminé. Sam percebe que eles estão lidando com uma espécie de anti-Papai-Noel, um demônio com raízes na tradição pagã. Dean quer celebrar o Natal à moda antiga, já que este é o seu último, mas Sam recusa, não querendo aceitar que Dean não estará por perto no próximo ano.
Episódio que foi dirigido por J. Miller Tobin, exibido originalmente no dia 13 de Dezembro de 2007 e assistido por 3.02 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:
– Houve uma abertura especial tematizada no Natal para este episódio.
– Ridge Canipe, o ator que interpreta Dean jovem nos flashbacks, também interpretou Dean em 1×18 – Something Wicked.
– Dean chama Sam de Grinch por não querer celebrar o Natal. Grinch foi um personagem do Dr. Seuss que ficou famosa no livro How the Grinch Stole Christmas, que posteriormente foi adaptado como um desenho animado narrado por Boris Karloff (ator conhecido por seus papéis de terror) e um filme chamado The Grinch, estrelado por Jim Carrey.
– Dean refere-se aos Carrigans como “Ozzie e Harriet”, em uma referência ao casal perfeito de 1950, Ozzie e Harriet Nelson, na série de TV de longa duração “As Aventuras de Ozzie e Harriet”.
– Quando Sam fala sobre varredores de chaminé, ele menciona Dick van Dyke, um ator que interpretou um varredor de chaminés cantor e dançarino no filme da Disney “Mary Poppins”. Dean não faz ideia do que Sam está falando.
Sam: Desde quando você repentinamente é o Bing Crosby?

Bing Crosby foi um cantor e ator americano, e um dos artistas mais vendidos do Século 20. A canção de maior sucesso da carreira de Crosby foi sua gravação de “White Christmas”, de Irving Berlin.
– Sam dá a Dean seu amuleto, o qual originalmente planejava dar a seu pai. Sam ganhou o amuleto do tio Bobby, que lhe disse que era “muito especial”.
– Nos dias atuais, Sam dá a Dean óleo de motor e uma barra de chocolate, e Dean dá a Sam revistas pornográficas (uma é chamada Frolics) e um creme de barbear. Ambos os meninos compraram seus presentes na “loja de conveniência do posto no fim da rua”.
– Na parte de trás da porta do motel diz “Thomas Kinkade Suite” e a pintura é uma reminiscência de uma pintura Thomas Kinkade. Esta é uma menção ao papel de Jared como Kinkade em The Christmas Cottage.
– Na cena final do episódio, Sam e Dean trocam presentes, bebem cerveja e ligam a TV em um jogo de futebol numa tentativa de ter um último Natal “normal” juntos, e a canção “Have Yourself a Merry Little Christmas” toca. Como Sam liga a TV e a câmera começa a deslocar para fora da sala, a letra “Até então, nós vamos ter que atrapalhar de alguma forma” é muito proeminente. Isto é, possivelmente, em referência ao enredo, porque Sam e Dean estão apenas se atrapalhando em seus últimos meses juntos (neste momento, eles só têm cerca de 5 meses restando) até Dean ser enviado para o inferno. Esta cena também se assemelha a cena final do episódio de Arquivo X, “How the Ghosts Stole Christmas” (6×08).
Dean: Vocês falam assim. Devem ser os Cunninghams.

Os Cunninghams foram os personagens principais de “Happy Days”, uma a série de TV que apresenta uma visão idealizada da vida nos Estados Unidos em meados dos anos 1950 a meados de 1960.

3×11 – Mystery Spot

Sam e Dean investigam o desaparecimento de um homem que desapareceu em um local turístico. Enquanto procura o local, Dean é baleado e morto pelo proprietário. Sam está devastado, mas fica espantado quando ele acorda na manhã seguinte para encontrar Dean vivo e bem. Como o dia se desenrola, Sam percebe que ele está re-vivendo o dia anterior e tenta impedir a morte de Dean, mas sem sucesso. Dean morre novamente e Sam tem de aprender a viver a vida sem seu irmão ao seu lado.

Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente no dia 14 de Fevereiro de 2008 e assistido por 2.97 milhões de espectadores.
Outras curiosidades:
Dean: Parece Arquio-X para mim.

Arquivo-X foi uma série dos anos 90 sobre alienígenas e o paranormal. Kim Manners, aquele que dirigiu este episódio, foi diretor e produtor de Arquivo-X. Ele também dirigiu o episódio de viagem de tempo em Arquivo-X, “Monday”.

Dean:  Só estou dizendo que é loucura. Loucura-até-para-nós. Dingo-comeu-meu-bebê-loucura.

No ano de 1980, em Uluru (Ayers Rock), Lindy e Chamberlin Micahel alegaram que um dingo levou seu bebê, Azaria, de sua tenda. A alegação foi amplamente ridicularizada e Lindy foi posteriormente condenada por assassinato, e Michael como um encobridor. Embora nunca tenham encontrado um corpo, novas evidências indicando que um dingo foi provavelmente o responsável levou ambos conjuntos de acusações a serem revogados em 1988.

Dean: Como o Dia da Marmota?

“Dia da Marmota” foi um filme de 1993, estrelado por Bill Murray, em que seu personagem revive o mesmo repetidamente.
– A garçonete tem o mesmo nome que a garçonete em Dia da Marmota: Doris.

– Outra referência ao Dia da Marmota é que Sam acorda com uma música toda manhã, embora no Dia da Marmota a música é “I Got You Babe” de Sonny e Cher.

Dean: Certo, Kojak. Vamos dar uma volta.

Kojak era um policial durão interpretado por Telly Savalas na série de mesmo nome dos anos 70.

Trickster: Você é o Travis Bickel em uma saia, camarada.

Travis Bickle foi o obcecado motorista de táxi interpretado por Robert DeNiro no filme de Martin Scorsese, “Taxi Driver”.

– A música “Heat of the Moment” foi cantada por Eric Cartman, no episódio “Kenny Dies” de South Park (em que Kenny, que morre em cada episódio, mas está de volta no próximo episódio e morre “de verdade”), quando Cartman testemunhou perante o Congresso.
– A música “Back In Time” foi destaque no filme Back to the Future, que tratou de viagem no tempo.
– Sam cortando a parede com o machado é um pouco semelhante à famosa cena de Jack Nicholson em “O Iluminado”.
– Jared Padalecki citou esse episódio como um possível series finale (final da série) para o show porque o gravaram após 3×12 – Jus In Bello e foi o último a ser filmado antes da greve dos roteiristas.
3×14 – Long-Distance Call

Dean fica chocado após receber um telefonema de seu pai, que diz ter uma solução para livrá-lo de seu pacto.
Sam e Dean discutem por Sam ser cético quanto ao fato de que é realmente John do outro lado do telefone, e este avisa Dean para não escutá-lo, mas Dean discorda e sai para seguir as ordens de seu pai.

Episódio que foi dirigido por Robert Singer, exibido originalmente no dia 1º de Maio de 2008 e assistido por um número de 2.63 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
Dean: Só tenha cuidado com o Chris Hanses.

Chris Hansen é um repórter da NBC no Dateline, que rastreia os predadores sexuais que encontram as suas vítimas na Internet.
– Sam e Dean usam os nomes falsos Raimi e Campbell, uma referência ao diretor e roteirista Sam Raimi e ao ator Bruce Campbell, os quais trabalharam no filme de terror clássico “Evil Dead”. Kripke afirmou que gostaria de ter Bruce Campbell como uma ator convidado em Supernatural.
– O tema dos mortos chamando por seus parentes vivos é semelhante ao filme de 1986, “Fazendo Contato” (Joey), no qual Joey desenvolve habilidades telecinéticas, fazendo seus brinquedos flutuarem. Seu telefone de brinquedo vermelho, de repente começa a tocar – ele está recebendo chamadas de seu falecido pai. É pago tributo ao filme na cena em que o irmão de Lanie conversa com sua “mãe” (o Crocotta, na verdade) no seu telefone de brinquedo.

4×03 – In the Beginning

Dean é transportado de volta no tempo e fica chocado quando é levado à Lawrence, Kansas. No entanto, esse choque se transforma em espanto após ele topar com os jovens John Winchester e Mary, os quais acabaram de se apaixonar. Dean não sabe o verdadeiro motivo de ter sido enviado de volta e então começa a aproveitar o tempo com seus pais e seu avô recém-descoberto, aquele que pode estar escondendo um segredo que é a chave para toda a situação de Sam e Dean.
Episódio que foi dirigido por Steve Boyum, exibido originalmente em 2 de Outubro de 2008 e assistido por um número de 3.51 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio é tirado das primeiras palavras do Livro do Gênesis.

Dean: Os anjos investiram em Deloreans?

Uma referência ao Delorean de viagem no tempo no filme De Volta Para o Futuro. Há outras referências ao filme neste episódio, como Dean encontrando-se com seu pai mais jovem em uma lanchonete.

Dean: Roupas legais. Você sabe que o Sonny e a Cher terminaram, não é?
John: Sonny e Cher terminaram?

Sonny e Cher foram um casal que formava uma dupla de cantores. Em 1973 eles tiveram um show vencedor de Emmy chamado “The Sony e Cher Comedy Hour”.

Dean: Sabe onde eu posso achar sinal?
John: Na U.S.S. Enterprise?

Para o jovem John Winchester, o telefone celular de Dean se parece com um comunicador de Star Trek.

John: John Winchester. Obrigado.
Dean: Dean Van Halen.

Dean se apresenta como Dean Van Halen. Van Halen é uma banda de rock que aproveitou seu primeiro álbum de sucesso em 1978.
– A van VW que John Winchester quase compra ao invés do Impala é possivelmente um brado ao modo de transporte (van) conhecido como “Máquina Mistério” usado pela turma do Scooby em Scooby Doo.
– Dean e Samuel aparecendo juntos em trajes de padres remete para Dean e Sam fazendo o mesmo em 1×14 – Nightmare.

Azazel: Você é a Pequena Órfã Mary agora.

Pequena Órfã Annie era um personagem de uma história em quadrinhos, que começou na década de 1920 e, posteriormente, transformou-se em filmes e um musical de sucesso.
– Mary faz um pacto pela vida de John em 2 de Maio. Este é o aniversário de Sam. É também o mesmo dia no qual John Winchester trocou a sua vida pela de Dean, no qual Dean trocou a sua pela de Sam e no qual Dean foi para o inferno.
– A Família Campbell é mostrada como um conjunto de caçadores ativos em um flashback da novela spin-off “Supernatural: Heart of the Dragon”, que revela que os Campbells financiam suas caçadas através do trabalho de lavagem a seco de Samuel e Deanna como professora substituta.
– A cena em que Dean encontra pela primeira vez o jovem John Winchester na lanchonete é quase idêntica a como e onde Marty McFly encontra pela primeira vez seu pai adolescente em De Volta Para o Futuro.
– Quando Dean e Samuel encontram-se na casa Whitshire vestidos como padres, Dean introduz Samuel como “Padre Cheney.” Esta é uma referência ao vice presidente dos EUA, Dick Cheney. Anteriormente, houve uma referência a Cheney, em 3×04 – Sin City.

Dean: [para Castiel] Então Deus é meu co-piloto? É isso?

Este é um ditado popular entre as pessoas de fé, nos Estados Unidos, e foi o título da autobiografia de um piloto de guerra. Deus é meu co-piloto é também uma banda queercore de Nova York que grava e reproduz desde o ano de 1991.

4×11 – Family Remains

Sam e Dean investigam a aparição de um fantasma em uma casa abandonada, mas as coisas se tornam mais complicadas quando uma família muda-se para a mesma. Os irmãos não conseguem convencê-los a sair, mas quando o filho é sequestrado através das paredes, eles pedem para que Sam e Dean o resgatem.

Episódio que foi dirigido por Phil Sgriccia, exibido originalmente em 15 de Janeiro de 2009 e assistido por um número de 2.98 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:

Dean: Nossa, alugue “Juno”. Supere.

Juno é um filme popular e aclamado pela crítica sobre uma adolescente e sua gravidez não planejada.

Ted: [para Dean] Ei, Fonzie.

Fonzie usava a jaqueta de couro, epítome de descolado no sitcom Happy Days.

Ted: É só uma vadia caipira. E não vou ficar aqui esperando para ela me dar um “Amargo Pesadelo”.

Amargo Pesadelo é um filme de 1972 sobre quatro garotos da cidade que vão praticar canoagem no deserto da Geórgia e são brutalmente atacados por moradores locais.

Kate: Acabei de ser molestada pelo Gasparzinho o Fantasminha Pervertido.

Gasparzinho o Fantasminha Camarada é um personagem de desenho animado que está por aí desde 1950.

Danny: Tipo o Scooby-Doo?

Scooby Doo é uma série de desenho animado de longa duração que conta a história de quatro amigos e um cão chamado Scooby Doo, os quais caçam fantasmas e o sobrenatural.

Dean: Cachorro. É o que tem para o jantar.

Carne É o Que Tem Para o Jantar foi uma campanha lançada em 1992 que encorajou os Americanos a incorporar carne em suas dietas para a saúde.

Dean: Não, é a maluca da Nell.

Nell foi a personagem (interpretada por Jodie Foster) de mesmo nome de um filme de 1994, que é criada isolada no mato.

Dean: Uma história tirada de manchetes austríacas.

Uma referência para ao caso de Josef Fritzl, que em 2008 foi encontrado por aprisionar sua própria filha em um porão por 24 anos e estuprá-la, levando ao nascimento de sete crianças.
– A Mão Lambida é uma lenda urbana onde uma menina vai dormir com seu cão ao seu lado. Durante a noite ela acorda com um barulho, mas é consolada quando o cão lambe sua mão. Pela manhã ela acorda e encontra o cachorro morto com uma nota dizendo: “os seres humanos também podem lamber”.

(Nota: Como devem ter notado no título ou ao longo da postagem, prevenindo que não fique exageradamente extensa quanto a última, irei dividi-la em duas partes. Ainda há um número considerável de episódios importantes a serem citados e muito o que falar sobre eles. Pretendo postar a parte seguinte logo após o próximo final de semana. Guardem o fôlego!)

Crédito pelas imagens à: Flickr, CW e HomeOfTheNutty.

6 Comments
  1. Paul Fiore 7 de janeiro de 2013 at 15:52 Reply

    Putz,o Cara só escreveu episódio top.

    Gosto muito de “Family Remains” e “A very Supernatural Christmas”.

    Long Live Carver!

    Obs: eu gostaria de saber mais sobre o Guy Bee. E gostaria também me explicassem a diferença entre diretor,showrunner,roteirista,escritor e produtor executivo. Eu boio nisso,pra mim é tudo a mesma coisa.

    O post tá ótimo – ansioso pela parte 2.

  2. flor 7 de janeiro de 2013 at 17:55 Reply

    Nossa! E não é que gostei de todos estes eposódios. Ótimo ter saído a Dona SERA, melhor ainda ter retornado o Sr. Jeremy.
    Estou amando a 8at. e seu novo arco. Só gostria de mais cenas da guerra no purgatório e suas cenas “dark”.

  3. Gracinha 8 de janeiro de 2013 at 0:36 Reply

    gente é vdd que a Daneel está grávida 1º baby do Jen??????a a caminhooo..
    OMG!!morri………..

  4. Gracinha 8 de janeiro de 2013 at 0:37 Reply

    Jensen vai ser papai!ahhhhhhhhh.
    que lindinhoooooooooooooo…

  5. flor 8 de janeiro de 2013 at 17:41 Reply

    Gracinha,
    há quanto tempo ! Nosso Deanlicia será papai ? Só imagino o “principe” que virá já que o “REI” é o nosso xodó, certo ? rsrsrs

  6. Gracinha 9 de janeiro de 2013 at 1:20 Reply

    com certeza FLor!!pois é menina nosso xodó vai ter seu próprio xodózinho agora.srsrsr..
    uauuuu..fofo Jen pai mais lindo do mundo!!!

Leave A Response

[CURIOSIDADE] Jeremy Carver e Supernatural – Parte 1/2

photo


Jeremy Carver juntou-se a equipe na 3ª temporada como escritor e também trabalhou como editor de histórias, ganhando um crédito de co-produtor na 5ª temporada.

É considerado pela maioria dos fãs um dos melhores escritores que passaram por Supernatural pelo fato de ter escrito episódios importantes para o arco mitológico da série e um tanto quanto memoráveis.
Carver deixou o cargo de escritor em Supernatural no final da 5ª temporada e produziu a versão americana da série Being Human, ao lado de sua esposa Anna Fricke.

Foi noticiado no dia 4 de abril de 2012, que Jeremy voltaria a Supernatural como um co-showrunner, ao lado de Robert Singer, para substituir Sera Gamble, que estava saindo para trabalhar no desenvolvimento de outros projetos.
Recentemente, foi alvo de elogios do próprio Kripke, que durante uma entrevista, disse estar muito contente com o trabalho que Carver tem desempenhado até agora como showrunner na 8ª temporada e que se sente orgulhoso em relação a ele.
Segue uma lista de todos os episódios escritos por Jeremy Carver durante sua ilustre, inacabada e promissora jornada (que na minha opinião, independente do tempo que prolongar-se, trará somente aspectos positivos. Aspectos que farão Supernatural progredir e dispor de toda a brilhante, magnífica, esplendorosa, respeitável e majestosa capacidade que nos tem apresentado, desde o princípio).
3×04 – Sin City

Sam e Dean investigam uma onda de mortes violentas em Elizabethville, Ohio, uma cidade que costumava ser calma e acabou por transformar-se em um paraíso para os jogadores e bebedores. Dean descobre que demônios infiltraram-se em Elizabethville e estão usando seus poderes de persuasão para fazer os habitantes da cidade sucumbirem aos seus instintos básicos. Enquanto isso, Ruby ajuda Bobby a reconstruir o Colt do zero e deixa-o espantado ao contar-lhe algumas notícias.

Episódio que foi dirigido por Charles Beeson, exibido originalmente no dia 25 de Outubro de 2007 e assistido por 3.02 milhões de espectadores.
Outras curiosidades:
– Sin City é o nome de um título em quadrinhos de Frank Miller (uma adaptação do filme foi produzida em 2005). “Sin City” é a parte da cidade ficcional nos quadrinhos, que é governada por prostitutas e outros personagens decadentes e sombrios. “Sin City” é também o nome de uma música do AC/DC no álbum de 1978, “Powerage”.
– Sam chama Dean de “Hef” quando ele deseja que houvesse atividade demoníaca em South Beach, referindo-se a Hugh Hefner, fundador do império Playboy. Jensen Ackles, uma vez namorou uma modelo da Playboy – Joanna Krup.
Sam: Abrimos o portão do diabo há 2 meses, e subitamente esta cidade torna-se Margaritaville?

Sam se refere a Elizabethville como Margaritaville, que era o nome de uma canção de Jimmy Buffet, sobre uma vida tropical preguiçosa cheia de coquetéis e garotas bonitas.
Casey: Vocês Winchesters são famosos. Não como a Lindsay Lohan, mas são.

Uma referência à própria atriz que muitas vezes expõe-se nos tabloides. Ela foi anteriormente mencionada em 2×09 – Croatoan.
– Primeira referência a Lúcifer na série. Também pela primeira vez, o nome do Demônio de Olhos Amarelos é revelado.

Casey: Minha espécie é assim tão diferente da sua?
Dean: Demônios são maléficos.
Casey: E humanos são tão adoráveis. Dick Cheney.
Dean: Ele é um de vocês?
Casey: Ainda não. Digamos que ele tenha uma vaga reservada lá embaixo.

Uma referência ao vice-presidente dos EUA nesta época, Dick Cheney. Dean o referencia mais tarde, em 4×03 – In the Beginning (também escrito por Jeremy Carver).

Ruby: Há um quid pro quo aqui.

Uma frase em Latim, que significa “algo para alguma coisa”, famosamente usada por Hannibal Lecter em O Silêncio dos Inocentes.

– A música “Hotel California” da banda Eagles, sobre um estilo de vida muito glamoroso e material, contém uma frase sobre espelhos no teto – os quais Sam e Dean encontraram no teto do seu quarto de motel.
3×08 – A Very Supernatural Christmas

É hora do Natal e Sam e Dean investigam uma série de assassinatos em que as vítimas foram puxadas para cima através da chaminé. Sam percebe que eles estão lidando com uma espécie de anti-Papai-Noel, um demônio com raízes na tradição pagã. Dean quer celebrar o Natal à moda antiga, já que este é o seu último, mas Sam recusa, não querendo aceitar que Dean não estará por perto no próximo ano.
Episódio que foi dirigido por J. Miller Tobin, exibido originalmente no dia 13 de Dezembro de 2007 e assistido por 3.02 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:
– Houve uma abertura especial tematizada no Natal para este episódio.
– Ridge Canipe, o ator que interpreta Dean jovem nos flashbacks, também interpretou Dean em 1×18 – Something Wicked.
– Dean chama Sam de Grinch por não querer celebrar o Natal. Grinch foi um personagem do Dr. Seuss que ficou famosa no livro How the Grinch Stole Christmas, que posteriormente foi adaptado como um desenho animado narrado por Boris Karloff (ator conhecido por seus papéis de terror) e um filme chamado The Grinch, estrelado por Jim Carrey.
– Dean refere-se aos Carrigans como “Ozzie e Harriet”, em uma referência ao casal perfeito de 1950, Ozzie e Harriet Nelson, na série de TV de longa duração “As Aventuras de Ozzie e Harriet”.
– Quando Sam fala sobre varredores de chaminé, ele menciona Dick van Dyke, um ator que interpretou um varredor de chaminés cantor e dançarino no filme da Disney “Mary Poppins”. Dean não faz ideia do que Sam está falando.
Sam: Desde quando você repentinamente é o Bing Crosby?

Bing Crosby foi um cantor e ator americano, e um dos artistas mais vendidos do Século 20. A canção de maior sucesso da carreira de Crosby foi sua gravação de “White Christmas”, de Irving Berlin.
– Sam dá a Dean seu amuleto, o qual originalmente planejava dar a seu pai. Sam ganhou o amuleto do tio Bobby, que lhe disse que era “muito especial”.
– Nos dias atuais, Sam dá a Dean óleo de motor e uma barra de chocolate, e Dean dá a Sam revistas pornográficas (uma é chamada Frolics) e um creme de barbear. Ambos os meninos compraram seus presentes na “loja de conveniência do posto no fim da rua”.
– Na parte de trás da porta do motel diz “Thomas Kinkade Suite” e a pintura é uma reminiscência de uma pintura Thomas Kinkade. Esta é uma menção ao papel de Jared como Kinkade em The Christmas Cottage.
– Na cena final do episódio, Sam e Dean trocam presentes, bebem cerveja e ligam a TV em um jogo de futebol numa tentativa de ter um último Natal “normal” juntos, e a canção “Have Yourself a Merry Little Christmas” toca. Como Sam liga a TV e a câmera começa a deslocar para fora da sala, a letra “Até então, nós vamos ter que atrapalhar de alguma forma” é muito proeminente. Isto é, possivelmente, em referência ao enredo, porque Sam e Dean estão apenas se atrapalhando em seus últimos meses juntos (neste momento, eles só têm cerca de 5 meses restando) até Dean ser enviado para o inferno. Esta cena também se assemelha a cena final do episódio de Arquivo X, “How the Ghosts Stole Christmas” (6×08).
Dean: Vocês falam assim. Devem ser os Cunninghams.

Os Cunninghams foram os personagens principais de “Happy Days”, uma a série de TV que apresenta uma visão idealizada da vida nos Estados Unidos em meados dos anos 1950 a meados de 1960.

3×11 – Mystery Spot

Sam e Dean investigam o desaparecimento de um homem que desapareceu em um local turístico. Enquanto procura o local, Dean é baleado e morto pelo proprietário. Sam está devastado, mas fica espantado quando ele acorda na manhã seguinte para encontrar Dean vivo e bem. Como o dia se desenrola, Sam percebe que ele está re-vivendo o dia anterior e tenta impedir a morte de Dean, mas sem sucesso. Dean morre novamente e Sam tem de aprender a viver a vida sem seu irmão ao seu lado.

Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente no dia 14 de Fevereiro de 2008 e assistido por 2.97 milhões de espectadores.
Outras curiosidades:
Dean: Parece Arquio-X para mim.

Arquivo-X foi uma série dos anos 90 sobre alienígenas e o paranormal. Kim Manners, aquele que dirigiu este episódio, foi diretor e produtor de Arquivo-X. Ele também dirigiu o episódio de viagem de tempo em Arquivo-X, “Monday”.

Dean:  Só estou dizendo que é loucura. Loucura-até-para-nós. Dingo-comeu-meu-bebê-loucura.

No ano de 1980, em Uluru (Ayers Rock), Lindy e Chamberlin Micahel alegaram que um dingo levou seu bebê, Azaria, de sua tenda. A alegação foi amplamente ridicularizada e Lindy foi posteriormente condenada por assassinato, e Michael como um encobridor. Embora nunca tenham encontrado um corpo, novas evidências indicando que um dingo foi provavelmente o responsável levou ambos conjuntos de acusações a serem revogados em 1988.

Dean: Certo, Kojak. Vamos dar uma volta.

Kojak era um policial durão interpretado por Telly Savalas na série de mesmo nome dos anos 70.

Trickster: Você é o Travis Bickel em uma saia, camarada.

Travis Bickle foi o obcecado motorista de táxi interpretado por Robert DeNiro no filme de Martin Scorsese, “Taxi Driver”.

– A música “Heat of the Moment” foi cantada por Eric Cartman, no episódio “Kenny Dies” de South Park (em que Kenny, que morre em cada episódio, mas está de volta no próximo episódio e morre “de verdade”), quando Cartman testemunhou perante o Congresso.
– A música “Back In Time” foi destaque no filme Back to the Future, que tratou de viagem no tempo.
– Sam cortando a parede com o machado é um pouco semelhante à famosa cena de Jack Nicholson em “O Iluminado”.
– Jared Padalecki citou esse episódio como um possível series finale (final da série) para o show porque o gravaram após 3×12 – Jus In Bello e foi o último a ser filmado antes da greve dos roteiristas.
3×14 – Long-Distance Call

Dean fica chocado após receber um telefonema de seu pai, que diz ter uma solução para livrá-lo de seu pacto.
Sam e Dean discutem por Sam ser cético quanto ao fato de que é realmente John do outro lado do telefone, e este avisa Dean para não escutá-lo, mas Dean discorda e sai para seguir as ordens de seu pai.

Episódio que foi dirigido por Robert Singer, exibido originalmente no dia 1º de Maio de 2008 e assistido por um número de 2.63 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
Dean: Só tenha cuidado com o Chris Hanses.

Chris Hansen é um repórter da NBC no Dateline, que rastreia os predadores sexuais que encontram as suas vítimas na Internet.
– Sam e Dean usam os nomes falsos Raimi e Campbell, uma referência ao diretor e roteirista Sam Raimi e ao ator Bruce Campbell, os quais trabalharam no filme de terror clássico “Evil Dead”. Kripke afirmou que gostaria de ter Bruce Campbell como uma ator convidado em Supernatural.
– O tema dos mortos chamando por seus parentes vivos é semelhante ao filme de 1986, “Fazendo Contato” (Joey), no qual Joey desenvolve habilidades telecinéticas, fazendo seus brinquedos flutuarem. Seu telefone de brinquedo vermelho, de repente começa a tocar – ele está recebendo chamadas de seu falecido pai. É pago tributo ao filme na cena em que o irmão de Lanie conversa com sua “mãe” (o Crocotta, na verdade) no seu telefone de brinquedo.

4×03 – In the Beginning

Dean é transportado de volta no tempo e fica chocado quando é levado à Lawrence, Kansas. No entanto, esse choque se transforma em espanto após ele topar com os jovens John Winchester e Mary, os quais acabaram de se apaixonar. Dean não sabe o verdadeiro motivo de ter sido enviado de volta e então começa a aproveitar o tempo com seus pais e seu avô recém-descoberto, aquele que pode estar escondendo um segredo que é a chave para toda a situação de Sam e Dean.
Episódio que foi dirigido por Steve Boyum, exibido originalmente em 2 de Outubro de 2008 e assistido por um número de 3.51 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio é tirado das primeiras palavras do Livro do Gênesis.

Dean: Os anjos investiram em Deloreans?

Uma referência ao Delorean de viagem no tempo no filme De Volta Para o Futuro. Há outras referências ao filme neste episódio, como Dean encontrando-se com seu pai mais jovem em uma lanchonete.

Dean: Roupas legais. Você sabe que o Sonny e a Cher terminaram, não é?
John: Sonny e Cher terminaram?

Sonny e Cher foram um casal que formava uma dupla de cantores. Em 1973 eles tiveram um show vencedor de Emmy chamado “The Sony e Cher Comedy Hour”.

Dean: Sabe onde eu posso achar sinal?
John: Na U.S.S. Enterprise?

Para o jovem John Winchester, o telefone celular de Dean se parece com um comunicador de Star Trek.

John: John Winchester. Obrigado.
Dean: Dean Van Halen.

Dean se apresenta como Dean Van Halen. Van Halen é uma banda de rock que aproveitou seu primeiro álbum de sucesso em 1978.
– A van VW que John Winchester quase compra ao invés do Impala é possivelmente um brado ao modo de transporte (van) conhecido como “Máquina Mistério” usado pela turma do Scooby em Scooby Doo.
– Dean e Samuel aparecendo juntos em trajes de padres remete para Dean e Sam fazendo o mesmo em 1×14 – Nightmare.

Azazel: Você é a Pequena Órfã Mary agora.

Pequena Órfã Annie era um personagem de uma história em quadrinhos, que começou na década de 1920 e, posteriormente, transformou-se em filmes e um musical de sucesso.
– Mary faz um pacto pela vida de John em 2 de Maio. Este é o aniversário de Sam. É também o mesmo dia no qual John Winchester trocou a sua vida pela de Dean, no qual Dean trocou a sua pela de Sam e no qual Dean foi para o inferno.
– A Família Campbell é mostrada como um conjunto de caçadores ativos em um flashback da novela spin-off “Supernatural: Heart of the Dragon”, que revela que os Campbells financiam suas caçadas através do trabalho de lavagem a seco de Samuel e Deanna como professora substituta.
– A cena em que Dean encontra pela primeira vez o jovem John Winchester na lanchonete é quase idêntica a como e onde Marty McFly encontra pela primeira vez seu pai adolescente em De Volta Para o Futuro.
– Quando Dean e Samuel encontram-se na casa Whitshire vestidos como padres, Dean introduz Samuel como “Padre Cheney.” Esta é uma referência ao vice presidente dos EUA, Dick Cheney. Anteriormente, houve uma referência a Cheney, em 3×04 – Sin City.

Dean: [para Castiel] Então Deus é meu co-piloto? É isso?

Este é um ditado popular entre as pessoas de fé, nos Estados Unidos, e foi o título da autobiografia de um piloto de guerra. Deus é meu co-piloto é também uma banda queercore de Nova York que grava e reproduz desde o ano de 1991.

4×11 – Family Remains

Sam e Dean investigam a aparição de um fantasma em uma casa abandonada, mas as coisas se tornam mais complicadas quando uma família muda-se para a mesma. Os irmãos não conseguem convencê-los a sair, mas quando o filho é sequestrado através das paredes, eles pedem para que Sam e Dean o resgatem.

Episódio que foi dirigido por Phil Sgriccia, exibido originalmente em 15 de Janeiro de 2009 e assistido por um número de 2.98 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:

Dean: Nossa, alugue “Juno”. Supere.

Juno é um filme popular e aclamado pela crítica sobre uma adolescente e sua gravidez não planejada.

Ted: [para Dean] Ei, Fonzie.

Fonzie usava a jaqueta de couro, epítome de descolado no sitcom Happy Days.

Ted: É só uma vadia caipira. E não vou ficar aqui esperando para ela me dar um “Amargo Pesadelo”.

Amargo Pesadelo é um filme de 1972 sobre quatro garotos da cidade que vão praticar canoagem no deserto da Geórgia e são brutalmente atacados por moradores locais.

Kate: Acabei de ser molestada pelo Gasparzinho o Fantasminha Pervertido.

Gasparzinho o Fantasminha Camarada é um personagem de desenho animado que está por aí desde 1950.

Danny: Tipo o Scooby-Doo?

Scooby Doo é uma série de desenho animado de longa duração que conta a história de quatro amigos e um cão chamado Scooby Doo, os quais caçam fantasmas e o sobrenatural.

Dean: Cachorro. É o que tem para o jantar.

Carne É o Que Tem Para o Jantar foi uma campanha lançada em 1992 que encorajou os Americanos a incorporar carne em suas dietas para a saúde.

Dean: Não, é a maluca da Nell.

Nell foi a personagem (interpretada por Jodie Foster) de mesmo nome de um filme de 1994, que é criada isolada no mato.

Dean: Uma história tirada de manchetes austríacas.

Uma referência para ao caso de Josef Fritzl, que em 2008 foi encontrado por aprisionar sua própria filha em um porão por 24 anos e estuprá-la, levando ao nascimento de sete crianças.
– A Mão Lambida é uma lenda urbana onde uma menina vai dormir com seu cão ao seu lado. Durante a noite ela acorda com um barulho, mas é consolada quando o cão lambe sua mão. Pela manhã ela acorda e encontra o cachorro morto com uma nota dizendo: “os seres humanos também podem lamber”.

(Nota: Como devem ter notado no título ou ao longo da postagem, prevenindo que não fique exageradamente extensa quanto a última, irei dividi-la em duas partes. Ainda há um número considerável de episódios importantes a serem citados e muito o que falar sobre eles. Pretendo postar a parte seguinte logo após o próximo final de semana. Guardem o fôlego!)

Crédito pelas imagens à: Flickr, CW e HomeOfTheNutty.

Leave A Response