review 8x17

 

E aí, rapaziada!!

O SPNisLife orgulhosamente apresenta a Análise Hunter!! A partir de hoje vai rolar review para todo episódio de Supernatural aqui no site! Cada episódio vai ter uma review feita por algum membro da equipe!

Pra começar o episódio 8×17 é comigo! Lembrando que reflete apenas a minha opinião hem, galera! Não de toda a equipe do IsLife!

Aí está pra vocês a minha análise (enorme, diga-se de passagem) de “Goodbye Stranger”

 

O melhor episódio da temporada!!

É muito difícil eu não gostar de um episódio de Supernatural, mas eu sempre deixei claro pra quem me conhece que curto mais os episódios que giram em torno do arco central da temporada do que os fillers. Fico mais ansioso, assisto com mais atenção, me prendem mais.

Os spoilers nos diziam que nesse episódio focariam na trama central, mas eu não esperava um episódio tão eletrizante quanto foi. Eu imaginava que veríamos um Castiel extremamente controlado pela Naomi, mas a cena inicial me surpreendeu bastante! Num “treino” da Naomi, Cas matando Dean várias vezes até atingir a perfeição. Matar rapidamente, brutalmente, sem hesitar.

Bom, no início do episódio destaque pro Dean achando a primeira edição das Asiásicas Peitudas. Konnichiwa hem, Dean!!!

Ok, também vimos mais um episódio da série “Sam escondendo de Dean o quão mal está”, só que dessa vez o Dean não ficou só na desconfiança e viu o lenço com sangue que o Moose deixou no lixo.

Eles partem para o que poderia ser um simples caso da semana e descobrem que demônios estão possuindo pessoas “inteligentes” numa cidade, e estão sendo mortos. Quando o reprogramado Cas aparece, tudo fica claro (ou quase). Ele que estava matando os demônios, que estavam ali para procurar a Cripta de Lucifer. Aí entra a maledeta da Naomi controlando o Cas, e não deixa ele contar aos brothers que na Cripta estava a Tábua dos Anjos.

Como eu e a Polly comentávamos, a cara do Dean quando Cas conta que podia ouvir o que ele e Sam conversavam sem saber que ele ouvia foi ótima!!

Pois bem, eles interrogaram o demônio que entrou na dona Florinda, que disse que Crowley tinha uma refém e já ia abrindo o bico quanto à Tábua, mas o robozinho da Naomi fez o favor de o matar antes que ele dissesse algo.

A refém era a Meg, que estava sendo torturada pelo Crowley por saber a localização das Criptas. E claro, que assim que os Winchesters se encontraram com ela a pergunta mais importante a se fazer era “o que houve com o cabelo”! Não é, Dean?

Água oxigenada à parte, Meg mentiu para Crowley o tempo todo sobre a localização da Cripta, e agora ela iria levar os Winchester até lá para pegarem a Tábua dos Anjos. Sim, ela contou e deixou Cas com cara de tacho!

Na sequência a cena s2 do episódio…. Meg ainda é apaixonada pelo Clarence e Cas ainda se inspira no cara da pizza! Pena que foi o último capítulo da história Megstiel!

Ok, vamos ao que interessa… Os 4 indo ao encontro da Tábua e nos proporcionando cenas e momentos sensacionais. Primeiro Dean mostrando para Sam que sabe sua situação, Meg sem entender nada e Cas confirmando que Sam está em um estágio que nem ele pode curar.

Então Cas e Dean entram em busca da Tábua e Sam e Meg na retaguarda.

Sam acabou se abrindo para Meg e contando tudo sobre Amelia, e o que mais intriga na história do Sam é porque ele atropelou um cão e parou! Não é não, Meg?
Aliás, ela mostrou um tiquinho de humanidade admitindo que tinha uma quedona pelo Cas. Mas o Crowley cortou a conversa deles e resolveu agir. O Rei do Inferno sempre com uma fala mais genial do que a outra, é bom destacar. Meg fica lá pra servir de sparring pro Crowley mais uma vez enquanto Sam vai atrás de Dean e Cas.
Enquanto isso, a treta estava grande entre esses dois. Eles acharam a tábua, em um cofre protegido contra anjos. Cas-robô precisava pegar a tábua, e Naomi o ordenou a fazer isso a todo custo, inclusive matar Dean. O bicho pegou. Cas bateu em Dean até não poder mais, mas enquanto isso lutava contra isso! A edição de cenas dessa parte foi sensacional!!
Quando Dean já estava com a cara mais estragada que a da Regina Casé ele implorou, disse ao Cas que sabia que ele ainda estava lá dentro e que eles eram família (aí derruba qualquer fã da série né), então Cas conseguiu se desligar da anjinha vaca e contou ao Dean que estava sendo manipulado desde que voltou do Purgatório, que tinha que proteger a tábua da Naomi e também dele. E aí fez sua clássica atitude de sair sem um adeus digno.

Crowley matou a Meg (RIP) e se encontrou com a Naomi, sua velha conhecida, pelo jeito (como será que era o corte de cabelo dela antigamente?). Será que vamos descobrir como era (é) a relação deles?

As cenas finais (os últimos episódios de SPN estão sendo fechados com cenas muito boas e tocantes, diga-se de passagem) foram ótimas. Será que agora o Sam vai contar tudo que estiver acontecendo com ele para o Dean? Devia, já que, pô, ele citou até Senhor dos Aneis pra isso!

“Goodbye Stranger”, do Supertramp no final combinou perfeitamente com o momento… E na última cena Cas levando a Tábua sozinho para sei lá onde!

 

Esse episódio renovou minha ansiedade pro final da temporada e me deixou curioso pra saber onde vamos chegar com isso!!

 

É isso, galera! Semana que vem tem review do episódio 8×18 com a Suelen!

 

E galera, eu tô escrevendo análises dos episódios de Supernatural pro Universéries! Quem quiser acompanhar é só dar uma clicada lá em www.universeries.com.br!