Supernatural conseguiu fechar com chave de ouro uma beeela temporada!!


Eu quando escrevo análises de episódios costumo recontar o episódio e a partir daí ir destacando algumas coisas. Mas hoje vou mudar, até porque todo mundo já viu e sabe como foi o episódio, não preciso “chover no molhado”. Então vou simplesmente dar minha visão e minha opinião sobre tudo

Era tudo muito “óbvio”: a ampla maioria imaginou que Sam e Dean iam até o fim na tentativa de curar Crowley, e se não fechassem os Portões do Inferno seria porque Abbadon os impediria. E do lado angelical, aposto que teve pouca gente que não acreditava que Metatron era do time dos bonzinhos e Naomi a “vilã”.

E foi isso que eu mais gostei. Estava tudo muito na cara, e Carver fugiu do óbvio. Ele deve estar rindo de nós agora: “Pensaram que eu seria óbvio, que o fim seria do jeito que estava se indicando né, hahahaha”. E parabéns, Carver, que finale, que temporada!

Vamos começar por Kevin… o profetinha medroso virou gente! E finalmente conheceu o QG dos Homens das Letras! Eu acredito que vamos descobrir ainda muito sobre os Homens das Letras. Eles deviam ter um conhecimento imenso, pois pelo que eu entendi, de algum jeito o bunker estava preparado para se um dia ocorresse queda de anjos! Carver não trouxe o QG e os Homens das Letras à toa.

Já Crowley, vê-lo ser tapeado por Sam e Dean e ficar com cara de m***a quando soube que era o terceiro teste foi impagável. Impagável também foi ver como Mark Sheppard é um ótimo ator e conseguiu retratar sensacionalmente um Crowley se humanizando (até chamou o Sam de Sam, meu!). Mas o que acontece com o King a partir de agora? Mesmo sem o teste ser completo, ele está humano? É um demônio com resquícios de humanidade? Sinceramente não sei como, mas acredito que ainda o veremos na nona temporada. Só que se quem voltar for o Crowley humano, tenho medo de como será, pois não terá todo aquele sarcasmo que gostamos. Porém acredito que Carver dará uma boa saída e Mark Sheppard atuará brilhantemente como sempre.

Sobre Cas, eu estou no time dos que gosta dele e o acha essencial para a série. É que nem Bobby. Não é protagonista, mas é, junto com o segundo pai dos Winchester, protagonista entre os secundários. Claro, que necessita de uma boa história ser contada, o que eu acredito que teremos na nona temporada. Sobre sua participação em “Sacrifice”, ele maaaais uma vez se deu mal tentando fazer o bem. Vai ter diploma em quebrar a cabeça com suas escolhas. Agora humano, quem é ele? Jimmy? O Castiel de sempre, mas sem a graça? Ou ele vai ficar que nem Anna, sem se lembrar de nada? Eu aposto na tese de que ele se lembra de tudo, a única diferença (que diferença hem!) será estar humano.

Quanto a Metatron enganou direitinho todo mundo. Com aquela cara de tonto, só se fazendo de bonzinho para se vingar do céu. Já Naomi ganhou um desconto por se mostrar boa… meeeeeeeio boa, vai… ela tinha meios muito estranhos de tentar manter a ordem no Céu… Pelo menos devemos agradecer a ela… se não fosse o aviso dela, provavelmente Sam teria morrido pela 5730ª vez! E falando em Sam…

Como eu não canso de repetir, o melhor da série ainda é o amor dos irmãos, e Jensen e Jared arrasaram nas suas atuações, levando muitos às lágrimas. Eu não chorei, mas foi por pouco. Uma das cenas mais lindas que Supernatural nos proporcionou.
Se os testes não estavam exatamente purificando o Sam, como ele achava, eles estavam levando o little brother a um acerto com Dean.

Não digo a vocês que eu sou “team Sam”, não gosto desse tipo de denominação, até porque adoro o Dean também, mas eu realmente entendo e gosto do Sam. Já fez muita merda, sim, mas já sofreu demais também. Não é fácil nascer com sangue de demônio, ser viciado em sangue de demônio, perder sua alma… E mais recentemente, ver seu irmão ser amigo de um vampiro, após o mesmo irmão dizer N vezes que uma criatura sobrenatural você mata e pronto.
Não tiro a razão de Dean, Benny no fim das contas se mostrou um vampiro diferente, e todos sabem o que Benny fez por Dean, tanto no Purgatório quanto fora dele, mas sempre faltou a conversa que os irmãos tiveram dessa vez.
Sam mostrou o quanto se sentia um lixo por ter decepcionado Dean tantas vezes. Assim que eu ouvi Sam dizendo “What my greatest sin was…was how many times I’d let you down”, me veio imediatamente a cena do episódio 8×09 em que Dean diz duramente pra Sam: “Benny never let me down”. Essa frase com certeza ficou na cabeça do Moose todo esse tempo. Sam tinha que fazer os testes porque não queria decepcionar Dean mais uma vez, e mostrar que podia fazer algo bom, no caso fechar os Portões do Inferno.

Mas Dean mostrou que ter Sam ao seu lado vale muito mais do que a vingança contra os demônios. Essa cena não teve preço!! Esses dois brigam, claro, mas se amam. Por mais que um faça merda, que o outro arranje novos “amigos”, eles são irmãos, nada vai conseguir separá-los, e quanto mais unidos estão, mais forte são. Carver foi gênio criando um conflito entre eles no início da temporada para ao final uní-los mais fortemente do que nunca! Isso é Supernatural!!!

O final do episódio com certeza foi épico, com os anjos caindo do Céu… a trilha sonora ajudando no clima da cena… Demais!! O que a presença dos anjos na Terra vai trazer de problemas aos Winchester, à Terra, ao balanço natural…? Metatron está sozinho no Céu?  Perguntas que titio Carver logo responde e nós vamos descobrir a partir de outubro!

Para finalizar, conforme eu já andei conversando com a equipe do site e com outras pessoas também, deu pra notar claramente que Carver tem um plano pra levar a série mais adiante (ele disse ter histórias para contar até a 10ª temporada), e é isso que confortou para sentar e ver esse episódio. Porque eu sabia que pela primeira vez, desde a passagem da 4ª para a 5ª temporada, a série teria uma continuidade. Pensem comigo: da 5ª para a 6ª, a série mudou de comando, da 6ª para a 7ª, Sera Gamble parece que não acreditava que a série seria renovada e provavelmente só quebrou a cabeça para “inventar” os Leviatãs depois que foi confirmada a renovação da série, e finalmente, da 7ª para a 8ª, mais uma troca de comando.

Eu espero que ele faça uma 9ª temporada sensacional e que tenha fôlego para, na minha concepção, fechar a série com chave de ouro na 10ª.

 

Muito obrigado a você que teve paciência de ler essa análise até o fim. Espero que vocês comentem, concordando ou discordando da minha opinião. O seu comentário é o nosso termômetro!

As análises anteriores estão na sequência: Suelen, Vicki, Clarice e Gui. Amanhã tem mais uma!
E continuem com a gente rumo à nona temporada!!! CARRY ON!