6×13 – Unforgiven

Nº do episódio: 117

Exibição original: 11 de Fevereiro de 2011 (audiência: 1.97 milhões de espectadores)

Dirigido por: David Barrett

Resumo: Sam começa a ter flashbacks de um caso em que ele trabalhou com Samuel antes de se reencontrar com Dean. Sam recebe um SMS misterioso com as coordenadas de uma pequena cidade e os irmãos decidem investigar. Dean se surpreende quando as pessoas da cidade começam a contar algumas coisas que Sam fez quando passou por lá.

 

Trivialidades e referências

– O título do episódio, “The Unforgiven”, pode vir de um filme de mesmo nome, dirigido por Clint Eastwood, o qual é centrado na história de um pistoleiro foragido que se aposentou para viver uma vida tranquila, que é atraído de volta para sua antiga vida para um último trabalho. Também pode fazer referência para a música “The Unforgiven”, da banda Metallica.

– Sam e Samuel usam os nomes falsos Roark e Wyman. O nome falso de Sam (Roark) é uma referência ao personagem principal, Howard Roark, no romance de Ayn Rand chamado “The Fountainhead”, que encarna a filosofia do objetivismo, onde o auto-interesse individual foi mantido como propósito de vida (o que associa-se com Sam sem alma). O nome falso de Samuel (Wynand) refere-se a Gail Wynand, outro personagem do livro.

Sam: Mel Gibson realmente teve uma recaída nesse último ano, não?
Dean: Ou está possuído.

Uma referência a inúmeros casos de mau comportamento de Mel Gibson, em 2010, que incluiu um telefonema abusivo à sua namorada, denúncias de violência doméstica, e uma série de exemplos de declarações racistas, anti-semitas e homofóbicos.

Brenna: O que é isso, Days of Our Lives? Está me dizendo que teve algum tipo de amnésia?

“Days of Our Lives” é uma novela diurna de longa duração que foi ao ar quase todos os dias da semana nos Estados Unidos, a partir do dia 8 de Novembro de 1965, na rede de televisão NBC. Jensen Ackles fez o quinto Eric Brady em Days of Our Lives, entre 1997 e 2000.

– O axioma popular entre os fãs, “dormir com Sam Winchester e morrer”, foi confirmado neste episódio. A frase foi cunhada após o episódio 2×17 – Heart, visto que as parceiras sexuais de Sam – Jess, Madison, mais tarde Ruby e agora Sarah – todas morrem.

Dean: Let’s Memento this thing, shall we?

“Memento” é um filme escrito e dirigido por Christopher Nolan, sobre um homem que sofre de amnésia anterógrada e não lembra de nada depois do evento que a causou. Sam, por outro lado, tem amnésia retrógrada, onde ele não se lembra de nada antes do evento que causou a amnésia (no caso dele, recuperar sua alma). A forma como o episódio se desenrola é semelhante ao filme – com o presente colorido e os flashbacks em preto e branco, eventualmente levando até o momento onde as duas narrativas convergem para revelar a verdade final sobre o que aconteceu. O filme também foi mencionado no episódio 6×12 – Like a Virgin.

– A cena em que Samuel e Sam estão no covil do arachne e encontram um homem encapsulado que reage após parecer estar morto é semelhante a uma cena do filme “Aliens”, quando os fuzileiros navais encontram colonizadora encapsulada os implora para que a matem.

 

Minúcias

O sinal no caminho para a cidade de Bristol tem a irônica frase “onde as memórias são feitas.”