Sempre apreciei as viagens do tempo de Supernatural. Lembro-me quando assistia a primeira e segunda temporada, pensando sempre o quão seria incrível se Samuel Colt aparecesse. O caçador que criou o Colt e fez a enorme armadilha do Diabo. E quando a sexta temporada me proporcionou isto eu não poderia ter ficado mais feliz. Como esquecer “in the beginning”, rever novamente Azazel por seu plano em prática, conhecer mais de Mary e até mesmo de John, o quão ele era o oposto de um caçador na época. “The song remais the same”, rever novamente John e Mary, Sam finalmente dissendo como se sentia para John, mesmo que ele não soubesse a verdade. Dean dizendo para Mary “Ao invés de canção de ninar, você cantava ‘Hey Jude’, sua música favorita dos Beatles”; os episódios são incríveis e é uma ótima mitologia para ser explorada.

 

E o episódio começou com a Abaddon usando o mesmo feitiço de Henry Winchester. Quando eu vi “1723” já está animadíssimo para ver o que viria a seguir. Fora esperto da parte de Abaddon usar o lado humano do Crowley para conseguir o que queria. Pegando Gavin para chantagea-lo para ajuda-la a destruir os Winchesters junto com a Primeira Lâmina. Confesso que dei risadas com Crowley interagindo com seu filho, mostrando mais de seu lado humano, porém atrasou um pouco da intensidade do episódio, dando muitas cenas entre ambos, cenas que poderiam ser descartadas, mas não diminuiu a qualidade do episódio. Como não rir de: Gavin: Vocês devem ser anjos! Crowley/Abaddon: Wow.
Sobre o Cas, é intessante vê-lo tentar se aproximar de Gadreel. Usando-o para conseguir informações sobre Metatron. Creio que eles nunca possam formar uma parceria definitiva, pelo fato de Gadreel ter matado o Kevin e continuado a matar por Metatron, mas essa é uma parte do enredo que pode ser muito bem explorada. Sendo que Gadreel tem ligação com o que Lúcifer fez, mostra como a mitologia de Supernatural ainda pode se estender, que podemos aprender muito mais coisas. Particularmente, acho Gadreel o anjo mais interessante relacionado a mitologia dos anjos. Uma mitologia que é agora mais parada, mas promete nos levar à um final épico de temporada. Estou ansioso para ver se Gadreel ajudará Cas a obter informações, e como Metatron irá prosseguir com sua história. Dean e Sam “trollando” o anjo foi engraçado, mas eu preferiria ver Dean cuidando do assunto de outra maneira, como gostaria de ter feito.

Voltando para Abaddon, desde sua primeira aparição eu já achava-a a melhor personagem nos últimos tempos. Uma dos Cavaleiros do Inferno, porra, eu pensei “Isso é fodastico”, deu um gás enorme para a história dos demônios. Sempre foram os meus vilões preferidos, e os mais importantes na série. Azazel, Alastair, Lilith, todos ótimos personagens e demônios extremamente fortes, quando todos se foram eu ainda tinha esperança de ver demônios poderosos tanto como eles, e me presentearam com Abaddon. Creio que sua introdução agradou todos.

Ela não apareceu o tanto que queria nessa temporada, e isso me deixou extremamente triste, ainda mais quando previ que ela seria morta. E tinha quase certeza que iria acontecer, mas ainda torcia para que estivesse enganado, infelizmente, não estava. Dean mostra-se cada vez mais sombrio ao usar a Primeira Lâmina, e eu acho isso algo incrível. Ver o lado do caçador mais sanguinário dele. Crowley contato-os dizendo onde encontrar a Lâmina e encontra-lo para ir até Abaddon.
“Poughkeepsie”, foi um detalhe importante para Dean matar Abaddon. Quando Dean dissera isto no episódio “Road Trip”, para Crowley dizer a Sam, pensei que fosse coisa de Andrew Dabb, um escritor veterano do Supernatural, está desde a quarta temporada. Esses detalhes são extremamente valiosos, pelo menos para mim. Também me lembrei da segunda temporada, quando Gordon mantivera Dean preso e ele usou um código para informar a Sam que estava em perigo. “É algo que Dean inventou!”. Mas voltando, eu achei a cena da morte dela extremamente foda, Abaddon claramente se mostrou surpresa a ver Dean ultrapassar seu poder e tornou-se fácil matá-la. E o quão foda foi vê-lo esfaqueando-a tanta vezes? Dean mostrando-se cada vez mais fora de controle. O que mais a Primeira Lâmina fará com ele? Espero que seja um enredo bastante explorado.

Nem preciso dizer que a introdução do Caim fora minha preferida na temporada, amo demônios. “Eu construí a ordem demoníaca com as próprias mãos, incluindo Abaddon.” Quando Caim passou a marca para ele, eu fiquei muito ansioso para ver como a história iria se desenrolar, e por mais que tenha demorado para ele pegar a Primeira Lâmina, fiquei sastifeito com o resultado. Espero que a continuidade desses acontecimentos tragam Caim de volta, não para morrer, claro. Em todo, foi um episódio sensacional, nos preparando para uma Season Finale que promete ser incrível.

 

Obs 1: Hellhound! Outra criatura que tem um lugar especial em meu coração. O que foi o Crowley acalmando seu bicinho? Ri demais xD

 

Obs 2: Dean: A primeira vez em que toquei na Lâmina, eu saiba. Eu sabia que não poderia ser detido. Eu sabia que mataria Abaddon e tudo mais que fosse preciso.

 

Obs 3: Sam mostrando-se bastante preocupado com o estado de Dean. FINALMENTE! Por mais que eu odeie as atitudes de Sam e queira socar sua cara por ter dito todas aquelas coisas para Dean, nunca acreditei que ele o deixaria de lado. Uma coisa é dizer que não salvaria o salvar o irmão, outra é realmente não salvar.

Obs 4: Obs: Cas abraçando os meninos, awn!

Obs 5: Como essa Alaina Huffman consegue ser tão gostosa? Meu Deus! Não basta ser ruiva. Ela sorrindo me mata.

Carry on!