Mais uma entrevista com Jensen no TCA sobre a 10ª temporada.

Contém muitos spoilers!!!

Começando a temporada, o que o surpreendeu sobre a jornada de Dean nos próximos episódios?

Bem, nós temos uma versão diferente de Dean. Algum tempo passou (no começo da 10ª temporada) e ele é uma versão sua de demônio andando por aí com Crowley. É interessante porque nos últimos 9 anos Dean tem sido uma constante. Sam é quem sempre foi possuído, ou teve o sangue de demônio ou esteve sem alma. Tivemos várias versões de Sam, mas Dean sempre foi constante,  estável. Então ter esta mudança, esta outra versão de Dean, é excitante. É desafiador e adiciona um elemento único ao inicio da temporada.

Qual foi o maior desafio ao tentar incorporar um demônio dentro de Dean e ainda assim mantê-lo como Dean?

Exatamente isso. (risos) Exatamente o que você falou. Este é o desafio, porque Dean não foi possuído. Ele é o mesmo cara com um alma bagunçada. Então eu quis manter Dean vivo, mas fiz uma versão exagerada dele,  que foi um desafio. Este é um personagem que eu tenho feito há 9 anos, então fica difícil não acabar fazendo a mesma coisa que sempre fiz.

Esta nova história o fez sentir revigorado para a nova temporada?

Oh, eu estava super animado quando li o final da última temporada. “Oh que legal, ainda não fizemos isso!” Eu estava animado para saber como iríamos começar, pra onde ele iria, o quanto ele seria do mal. E é engraçado, porque ele acaba sendo muito pra Crowley lidar.

Quais características vemos em Dean como demônio? Será intensificado algum aspecto dele que já conhecemos?

É uma ultra versão do mulherengo, festeiro, animal.Ele está  curtindo em Vegas com o Reio do Inferno, ele tem acesso aos bastidores e não dá a minima pra nada. Isso é o que veremos essencialmente.

Quais efeitos isso trará para a relação dele com Sam?

Sam não consegue encontra-lo porque ele não quer ser encontrado. Porque Dean está se divertindo e ele sabe que se Sam o encontrar ele tentará reverter a situação, tirar a parte do demônio. Mas ele pensa “Eu tenho o bilhete premiado”. Posso estar exagerando, mas é como um viciado em heroína. Ele acham que encontraram uma chave mágica, a receita da felicidade. As pessoas dizem “Você não pode fazer isso, isto irá arruinar a sua vida”. E eles dizem “Dane-se! Isso me faz me sentir ótimo! Eu farei isso, você é um idiota, isso é a melhor coisa que existe”. E todos assistem ao declínio dessa pessoa. Isso é Dean demônio.

Então podemos dizer que quando Dean acorda e percebe o que aconteceu, ele vai em frente? Ou ele fica inseguro e apenas depois começa a aceitar?

Não, ele aceita rapidamente. Não tem dúvidas. Porque ele não é apenas um demônio, ele é um demônio com a Marca de Caim, o que faz dele um super demônio. Tem tanto mal dentro dele, que o Dean que conhecemos se perde.

Teremos o episódio 200, e Carver disse que teremos um pouco de música. Você irá cantar?

Eu ainda não li o episódio 200. Li apenas os 3 primeiros. O 3 foi o que eu dirigi, então já tinha muito para processar.

Nós sabemos que você canta. Você cantaria no show?

Sim, mas o Dean não canta! (risos)

Sim, mas acho que será meta. Então poderia ser Jensen cantando. Seria algo como The French Mistake.

Poderia ser. Isto é verdade. Nunca se sabe com este programa.

Nós diga algo sobre o episódio que você dirigiu. Eles lhe deram algo novo pra você?

Sim, Dean demônio. Eu tive que introduzir um novo personagem.Nós filmamos este episódio primeiro, assim eu não precisei me preparar para outro episódio. É o terceiro a ir pra ar, mas o primeiro em que interpretei Dean demônio. Então foi um pouco difícil, dirigir e apresentar um novo personagem, uma nova versão de Dean nunca vista antes. Este foi um grande desafio.

Fonte: http://tvline.com/2014/07/23/supernatural-season-10-spoilers-demon-dean-crowley-sam/