Se vc não era muito fã da relação tóxica entre Sam e Dean na nona temporada de Supernatural, prepare-se para ficar extremamente satisfeito na décima.

De acordo com Jared Padalecki, mesmo que Dean tenha que viver como um demônio, Sam estará comprometido em encontrar e ajudar seu irmão, diferente do que fez no passado.

Padalecki sentou com o Zap2it durante o 2014 Summer TV Press Tour para contar tudo sobre a nova temporada de “Supernatural”, que estreia em outubro.

Zap2it: Onde encontramos Sam no início da temporada?
Jared Padalecki: Fazendo absolutamente nada. [risos] Não. Sam desce para invocar Crowley e tentar trazer seu irmão de volta no final da nona temporada, mas volta ao quarto e vê que Dean desapareceu. Como Sam não teve chance de assistir ao episódio, não sabe que Crowley esteve lá e que Dean despertou como um demônio. Então Sam começa sem a menor ideia de que o irmão é um demônio. Bem ao estilo Winchester de ser, ele vai fazer de tudo para trazer o irmão de volta, de onde quer que esteja. Ele não sabe se alguém o levou, se ele desapareceu, mas tem suas suspeitas. Sam parte do mesmo comprometimento com que terminou a nona temporada, quando disse a Dean, “Fique comigo, eu não vou te abandonar, eu vou cuidar de vc. Nós vamos superar essa.” Ele obviamente não conseguiu, mas ainda vai tentar cumprir a promessa.

Que bom ouvir isso! Eu adoro quando Sam se esforça para ajudar Dean. Mas já vimos Sam tentar encontrar ou salvar seu irmão antes. Como as coisas vão ser diferentes na S10?
Eu sinto que Sam finalmente conhece e aceita várias coisas contra as quais lutou por anos e anos, ou seja, o seu destino, que Sam e Dean fizeram coisas que não foram totalmente às claras, como quando Sam se vicia em sangue de demônio, ou quando Dean permite que Sam seja possuído por um anjo. Acho que Sam está em paz com isso e percebe que todas essas decisões foram tomadas com boas intenções. Agora temos um Sam que ama o irmão e quer que ele esteja bem. É nesse ponto que tudo será diferente.

Após uma temporada toda de um relacionamento tóxico, tolerando um ao outro, Sam e Dean finalmente parecem ter chegado a uma situação melhor no final da última temporada. Quando Sam e Dean finalmente se reunirem, os sentimentos bons prevalecem ou ver Dean como um demônio fará Sam voltar à estaca zero?
Eu acho que vê-lo como um demônio só aumentará a vontade de Sam de ajudá-lo. Ele sabe que Dean não pode ter escolhido aquilo. Quando Sam descobrir tudo – e ele vai descobrir, embora sem saber como, ele saberá apenas que Dean se transformou em um demônio – ele não acha que a culpa é de Dean. Ele não sabe se é a Marca de Caim, ou se foi Crowley ou algo completamente diferente, mas quando vê o que aconteceu, percebe que há algo muito errado e isso só aumenta sua resolução para consertar as coisas.

Está parecendo que veremos Sam confrontar Crowley, então…
Eu imagino que tudo levará a isso, sim. Não posso dar certeza, mas espero que seja isso que ocorra. Veremos.

Como Sam vai reagir à amizade entre Dean e Crowley? Só posso imaginar que Sam não vai gostar muito disso.
Não mesmo. Porque Sam tb sabe que a única razão para essa relação acontecer é porque Crowley forçou seu irmão a entrar nessa situação. Sam perdoou seu irmão e acha que tudo o que há de errado agora é culpa de outra pessoa. Ele já estava de olho em Crowley e o deixou viver na temporada passada, mas já havia avisado, “Eu vou te matar se precisar.”

O final da nona temporada foi tão emocionante quanto todos os outros finais de “Supernatural”…
Sim, manteve a tradição!

Em relação ao final da nona temporada, como vc a compararia com o clima do ep de estreia da S10?
Nós definitivamente já começamos acelerando. Veremos Sam já há alguns meses procurando o irmão. Já começamos cheios de ação. Sam não vai aceitar um não como resposta quando o assunto é descobrir o que houve com seu irmão. A coisa vai ser meio como as duas primeiras temporadas, com Sam agindo como um agente federal ou um policial, médico, dentista ou o que quer que seja, para tentar solucionar um caso de uma pessoa perdida. A energia da premiere já começa lá em cima, mais como um thriller, com mais ação do que emoção.

O que pode falar sobre o 200º episódio, que acontece nessa temporada? É um marco e tanto!
Sim, é demais. O episódio será incrivelmente autorreferente. É um “obrigado” escancarado para os fãs. Eu ainda não o li, mas parece que é similar a “The Real Ghostbusters”. Não vamos a uma convenção, mas a um local onde está sendo feito um espetáculo teatral baseado nos livros de Chuck Shurley. Não só esses livros são baseados na nossa vida, como agora estão fazendo uma peça baseada neles, e há alguém assombrando o local, então nós vamos investigar o que há com a peça. É um agradecimento direto aos fãs pelos anos de apoio a nós. Eles são a razão de estarmos aqui. Mal posso esperar para lê-lo!

O que vc mais quer que os fãs vejam na décima temporada?
Jensen vai ter uma cena nu. [ri] Não, o que mais me anima é que os fãs verão o Sam Winchester que eles amam. O Sam Winchester que faz qualquer coisa pelo irmão, e que faz qualquer coisa para fazer o que é certo. Sam pode até vacilar entre tentar fazer o que é certo e tentar viver uma vida normal, ou fora do negócio da família. Eu acho que os fãs não gostam tanto desse Sam quanto gostam do caçador que quer fazer o que é certo. Então vemos esse Sam resoluto, que vai fazer tudo por Dean nessa temporada. Nós o veremos de novo.

Misha Collins e Mark Sheppard estão contratados como atores regulares nessa temporada, juntos pela primeira vez. Como isso vai afetar o show?
Vai piorar muito. Misha é uma droga e Mark tem um sotaque horrível. [ri] Eu sei que Jensen e eu sempre fomos a base dessa série, e que o show é sobre os dois irmãos, mas eu adoro ver os irmãos interagindo com outros personagens, especialmente Misha e Mark (ambos grandes atores e eu jamais diria isso na frente deles e se vc contar que eu disse isso, eu vou negar). Esses personagens são tão ricos e tão maravilhosos. Eu acho que, logisticamente, os estúdios não iriam simplesmente incluir um monte de personagens no enredo. Mas no caso deles, hoje são tão bons e são parte tão crucial do show que tornou-se óbvio para a WB e a CW que nós precisávamos desses caras. Eles são parte integral do show. É preciso agradecer aos dois pelo trabalho que fizeram em Supernatural e mostrar nosso reconhecimento por eles mantendo-os o ano todo por aqui. Isso nos dá mais liberdade para trabalhar.

Além disso, significa que vcs não os perdem para outro projeto, certo?
Sim, um dos lados ruins de ter um ator convidado, e que descobrimos com Jeffrey Dean Morgan [que interpretou John Winchester], é que vc o tem por alguns episódios e depois eles vão para outro show e podem nunca mais conseguir voltar. Eles fazem filmes e se tornam famosos e bem-sucedidos, o que é muito bom pra eles! Nós amamos Jeff. Mas se perdermos Misha ou Mark, seria um problema grave para a série. Então eu fico feliz que concretizamos esse compromisso com eles e os teremos por perto.